domingo, 8 de outubro de 2017

JOGOS INTERATIVOS DO AMPARO: UMA LIÇÃO DE CIDADANIA, AMOR AO PRÓXIMO E À NATUREZA.




Os jogos interativos do Colégio Nossa Senhora do Amparo estão se encerrando e deixam mais uma vez uma importante mensagem para a sociedade surubinense, não apenas por que promove a interação por meio da atividade desportiva, mas sobretudo, pela importante mensagem que levou ao público no último dia 04 de outubro de 2017.

Pegando carona na comemoração do dia de São Francisco de Assis, os responsáveis pelo evento optaram por escolher como tema a natureza e os animais, levando para a quadra esportiva muita emoção do começo ao fim das apresentações artísticas. Um dos pontos altos da abertura dos jogos foi o acendimento do fogo olímpico, quando o pequeno Bruno entrou na quadra esportiva montado em um cavalo ao lado do seu pai. 

A plateia aplaudiu calorosamente a entrada de pai e filho, uma referência importante dos valores familiar defendido pelo colégio que tem a formação católica em seu perfil educacional promovendo uma leitura relevante do papel do pai na presença dos filhos. Ao lado disso, a interação do homem com a natureza, foi outra mensagem importante trazida pelas apresentações artísticas, cada turma homenageando um tipo de animal específico.

Ver a frase estampada na camisa do Bruno (pai), com os dizeres “torço por você”, nos proporciona uma dupla interpretação. A primeira no contexto do próprio evento em que o pais querem verem os filhos saírem vitoriosos. A segunda, nos remete àquele sentimento que todo pai tem em relação aos filhos, vê-los crescer em sabedoria, ganhar o mundo e ter muito sucesso na vida.

Eles são uma geração que terão muito a enfrentar, e neles está toda nossa esperança de um mudo, tanto ecologicamente como moralmente equilibrado. Que estas crianças, que são o nosso amanhã, aprendam desde cedo a jogar limpo com a sociedade e desenvolvam o compromisso de construir o seu sucesso particular, sem que necessariamente precisem jogar sujo com seus adversários. 

Parabéns mais uma vez ao Colégio Nossa Senhora do Amparo que segue educando a nossa sociedade para a vida.











sexta-feira, 22 de setembro de 2017

TOYOTEIROS FAZEM REIVINDICAÇÃO NO CENTRO DA CIDADE CONTRA DECISÃO DA SDS DE IMPEDIR EMBARQUE DE PASSAGEIROS NO CENTRO



Na manhã desta sexta-feira 22 de setembro de 2017, profissionais que trabalham fazendo transporte coletivo de passageiros, popularmente conhecidos como “Toyoteiros”, realizaram uma mobilização com caráter de reinvindicação no centro da cidade de Surubim-PE.

A insatisfação desses profissionais se deu em decorrência de uma decisão da Secretaria de Defesa Social de Surubim, que determinou que não seria mais permitido o embarque de passageiros no perímetro da praça do centro da cidade, sendo permitido apenas o desembarque.

Insatisfeitos com o possível impacto da medida para o orçamento da categoria, eles bloquearam a via central da cidade e mesmo com a chegada da polícia e do Secretário de Defesa Social, insistiam em só desobstruir a via após o secretário recuar da decisão. A mobilização desses profissionais contou ainda com o auxílio do Vereador “Dr. Vavá”, que também esteve no local reivindicando uma solução favorável para os toyoteiros.

A população se aglomerou no local tendo em vista que durante a movimentação houve uma pequena discussão entre o Secretário e o Vereador, despertando ainda mais a atenção dos populares que transitavam no centro. As redes sociais ficaram movimentadas com fotografias e vídeos da mobilização. No início da tarde a categoria chegou a um acordo e encerraram a mobilização.

Sobre o fato, já tivemos a oportunidade de destacar anteriormente que a solução para o problema da mobilidade urbana no município passa, inevitavelmente, pela regularização da atividade dos toyoteiros que trafegam pela cidade rotineiramente. São cidadãos, pais de família, profissionais em busca de ganhar o sustento, mas que requer da administração pública a coragem para iniciar um diálogo aberto com eles.

É preciso estabelecer um plano de ação para resolver de uma vez esse problema, no entanto, a dificuldade de estabelecer um diálogo com esta categoria está sobretudo na necessidade de desagradar àqueles que desordenadamente vêm atuando no município de forma irregular, desordeira, e que muitas vezes não querem respeitar as normas de trânsito. São na verdade uma parcela de pessoas que com atitudes como esta, acabam acarretando prejuízos para a grande maioria desses profissionais.

A questão requer diálogo e sobretudo capacidade de convencer a categoria que os ajustes são necessários, mas nunca serão realizados se a gestão não tiver sobretudo a capacidade de dialogar e conquistar a confiança desses profissionais. É preciso registrar que em períodos eleitorais muitas promessas são feitas a diversas categorias, promessas que em determinado momento as cobranças virão à tona. 

Com isto, o ocupante da pasta mais uma vez demonstra a dificuldade que vem enfrentado para solucionar as principais demandas desta secretaria e segue acumulando eventos negativos, só a gestora que ainda não entendeu que a sua aposta não vem dando certo.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

INCONFORMADA COM PRECARIEDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE SAÚDE, MORADORA DO SÍTIO FURNAS USA REDE SOCIAL PARA COBRAR ATENDIMENTO MÉDICO PARA A POPULAÇÃO LOCAL.



Foto divulgação

As redes sociais têm se transformado em uma grande aliada da população nos últimos anos. É fato que a população sempre encontrou dificuldades para fazer chegar até os gestores públicos, sejam eles municipal, estadual ou mesmo a nível nacional, as suas principais necessidades e reinvindicações.

Todavia, em um período em que a população dispõe das redes sociais para interagir com o mundo inteiro, este espaço virtual vem se transformando numa ferramenta importante para a população reclamar, sugerir e reivindicar ações dos governantes, sobretudo quando os espaços oficiais de informação, rádios, televisão, blogs, etc., por algum motivo, tem se esquivado de tecer críticas à Administração Pública, como vem ocorrendo na cidade de Surubim-PE.

Inconformados com esse silêncio dos veículos de comunicação, parcela da população surubinense já começa a dar voz às suas reclamações, a exemplo do que fez uma moradora da comunidade do Sítio Furnas, denunciando a situação precária em que se encontra o PSF daquela comunidade. O prédio recém-inaugurado, segundo informa a moradora, conta com atendimento médico apenas uma vez por mês e o serviço odontológico não vem sendo prestado à comunidade, devido os aparelhos estarem danificados.

Passado o período festivo do aniversário e comemoração dos 80 anos de nossa tradicional vaquejada, a gestão precisa entender que, assim como fez uma belíssima festa para a população se divertir durante a semana de festejos, já passou da hora de lançar um olhar mais atento para as reais necessidades da população. É preciso fazer valer de uma vez por todas o slogan do compromisso de cuidar das pessoas

Não faz muito tempo tomamos conhecimento de que uma criança deixou de ser vacinada no PSF do Bairro São José (Rua do Açúde), por falta de seringa, no entanto, após tomar conhecimento do fato, a gestão providenciou o material para a unidade e o atendimento de vacinação voltou à normalidade.

Evidencia-se com estes fatos que existe aí, provavelmente um problema de gestão local, ou seja, talvez a informação não esteja chegando a quem de foto deva tomar conhecimento e as soluções não são tomadas em tempo hábil, por isso é importante que a população, saia da inércia, denuncie, reclame, apresente sugestões, ainda que elas não sejam ouvidas ou que não queiram ouvir, mas o povo precisa fazer a sua parte como fiscal da coisa pública.

Assim, uma internauta Andréa Silva compartilhou em sua página no facebook no dia de hoje uma reclamação referente ao atendimento médico na comunidade do Sítio Furnas. A moradora da comunidade destacou que: Quero enfatizar que o médico que lá estava não era o nosso, foi só mais um médico arranjado, podendo ser até de outra unidade de saúde, quero deixar bem claro que aqui na PSF de Furnas só temos médico uma vez por mês é quando aparece, pois já trazem de outros postos pra suprir nossa unidade que não tem”.  

A questão se torna mais preocupante diante da suposta tentativa de maquiar a situação do atendimento local, uma vez que a mesma pontuou que: “Quero dividir com vocês, o que ocorreu comigo ontem à tarde no PSF de Furnas. Fui até lá e ao chegar no local, constatei que tinha uma equipe de fiscalização, estavam lá para avaliar a qualidade dos serviços prestados pela Unidade. Porém, no mesmo local tinham algumas pessoas que estavam tentando induzir as pessoas que ali estavam a mentir para fiscalização. Queriam que disséssemos que que no Posto tem médicos todos os dias”.

Outra questão apresentada pela moradora denuncia que o odontologista desta unidade está impossibilitado de prestar seus serviços a comunidade, tudo porque a quatro meses tem dois equipamentos quebrados é até agora nenhuma providência foi tomada”.

O povo quer ser ouvido e acima de tudo ter atendida as suas principais necessidades, esperamos que a população local não tenha que esperar muito tempo para ter solucionado o problema apresentado pela moradora.